Certificação é trunfo na conquista de mercados externos

Certificação é trunfo na conquista de mercados externos
September 25, 2012 Arton Kabashi

Responsáveis da Quinta do Furão e FN Hotelaria justificam adesão à Green Globe. As empresas madeirenses que pretendem conquistar mercados e clientes externos têm bons motivos em aderir à certificação Green Globe, pois é uma entidade com reconhecimento internacional. Esta foi a opinião manifestada esta manhã, em Santana, pelas duas primeiras empresas regionais com processo de certificação em curso.
“Optámos pela Green Globe porque, numa lógica de internacionalização, queremos acrescentar valor aos serviços que prestamos ao cliente. Sendo uma entidade que é reconhecida internacionalmente pelo rigor do processo, dá-nos a credibilidade necessária para nos apresentarmos aos clientes que vamos encontrar nos mercados exteriores”, declarou João Abel de Freitas, responsável da FN Hotelaria.
Pedro Costa, director geral da Quinta do Furão, a outra empresa que participa no processo, descreveu: “As pessoas que estão por detrás disto entendem perfeitamente do negócio da hotelaria e da hospitalidade e sabem que é uma indústria de muita mão-de-obra, o que faz com que os processos sejam olhados de outra forma em relação às outras certificações”.
Igualmente presentes na sessão de apresentação desta manhã estiveram Bradley Cox, director do grupo de certificação Green Globe, e Daniel Frey, que, através da empresa Green Growth, representa o grupo em Portugal.